quinta-feira, 14 de maio de 2009

devaneios.

Menina confusa, 
Mulher objetiva
Com doce carisma
Tens pensamentos insertos
E deseja esconder de si seu sentir
Por tão doce e oblíquo Querubim

Deseja esquecer,
Se passa por outrora em querer
Lábios ardentes em Querubim
Por doce querer em ardência de sentir

Queres amar, 
Mas se sente apenas em um sonhar;
Sabe estar nesse provável sonhar,
Mas necessita insistir no desejo
Precisa ter ardência e calor novamente,
Em lábios quentes, Querubim

No fundo teme a seu sentir
Pobre moço encantado
Tomes cuidado ao olhar de
Doce menina perseguir
Cuidado ao se atrever em perceber-te 
Enamorado por tão doce,
Oblíquo coração.

4 comentários:

Vinícius*Magalhães disse...

Olha, vou ser sincero com vc...
A cada dia que venho aqui me alegro com sua 'mão' para escrever. Vc manda muito bem mesmo, escreve com sentimento, com o que vc vive. Não me arrependo em nada de ler seu blog.

Agora, elogios a parte, vamos tocer pro nosso Vascão! hahahaha

um grande BEIJO!

Diego Janjão disse...

o seu blog com certeza é um dos melhores...

ótimos textos,um belo layout e bem organizado!

Vistem: JaNjÃo ComicS

Ana disse...

Belo poema, parece uma auto-reflexão, gostei

:*

Adriano Pelegrini Monteiro disse...

Muito bom texto.. voce escreve muito bem.. criatividade :) parabens.

Se puder ir lá :)

http://www.colunasdehercules.blogspot.com
.
.
http://www.twitter.com/c_hercules

 
template by suckmylolly.com